Jatobá terá eleições municipais acirradas em 2020; Veja nomes em destaque na oposição à reeleição de Goreti Varjão

Jatobá terá eleições municipais acirradas em 2020; Veja nomes em destaque na oposição à reeleição de Goreti Varjão

Em Jatobá, no Sertão de Pernambuco, faltando mais de um ano para as eleições municipais, a articulação política na disputa pela prefeitura já é intensa. Pelo menos oito pré-candidatos se movimentam em busca de espaço eleitoral. Além da prefeita atual, virtual candidata a reeleição, existem as possíveis candidaturas do atual vice-prefeito Eder Rodrigo, dos vereadores Zé Dantas e Neném do Hospital, do ex-vice-prefeito Nestor Soares, do empresário Nivaldo Junior, do ex-prefeito Robson, e do funcionário da Chesf Rogério Ferreira.

Em especial para o Blog de Assis Ramalho, nossa reportagem conversou, em redes sociais, com as personalidades que poderão ser destaques na eleição de 2020. Confira abaixo os perfis de alguns dos prováveis postulantes à prefeitura de Jatobá.

Éder Rodrigo, servidor público federal desde 2006, com passagens pelo INCRA e pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, filiado ao PRB, atualmente ocupa o cargo de vice-prefeito do município. Éder justifica sua provável candidatura em disputa com a atual prefeita, “por discordar da condução da atual gestão da prefeita Goreti, desde o início do governo, resolvi romper politicamente e fazer oposição”. Segundo ele, “o município de Jatobá precisa urgentemente de um modelo de gestão pública inovador e moderno, capaz de criar condições que estimulem a geração de emprego e renda, além de prestar serviços públicos essenciais com qualidade. Não vi nada disso na atual gestão. Por isso que coloco meu nome a disposição como pré-candidato a prefeito para 2020; lembrando que a oposição possui outros nomes qualificados que terão o meu apoio, caso não seja eu o escolhido. O importante é que a oposição tenha maturidade e serenidade necessárias para formar uma grande coalizão em prol do município”, conclui.

Dr. José Dantas, o popular Zé Dantas, que além de vereador, é advogado, foi presidente da OAB/Petrolândia, com jurisdição em Floresta, Jatobá, Tacaratu, Inajá e Manari, por 18 anos; tendo seu último mandato terminado em dezembro de 2018 e foi prefeito de Petrolândia, por duas vezes, quando Jatobá ainda não havia se emancipado. “Tenho interesse em continuar servindo ao município, a exemplo do que que fiz quando prefeito e venho fazendo na Câmara Municipal, em cujo mandato, consegui emendas parlamentares junto ao então Deputado Everaldo Cabral, no valor de R$ 400.000,00, para construção de calçamentos na cidade. Poderei ser candidato à reeleição [como vereador], como também posso concorrer à própria prefeitura, se for o caso”, declarou o vereador  jatobaense. Zé Dantas ainda informou sobre a composição do grupo de oposição ao governo municipal, do qual ele participa, pelo PSD: o vice-prefeito Eder Rodrigo, do PR; o ex-prefeito Robson [sem partido]; o ex-vice-prefeito Nestor Soares, do PSL, todos possíveis pré-candidatos, apoiados por Lafaete da Rede, entre outras lideranças locais, com o objetivo de lançar uma candidatura em coalizão com os demais partidos de oposição. “Já estamos em conversações com outras lideranças e há espaço para negociação com todas as forças políticas opositoras da atual gestão, tudo em prol de uma mudança capaz de impulsionar o desenvolvimento de Jatobá, o que não vem acontecendo atualmente”, concluiu Zé Dantas.

Nestor Soares, natural da Volta do Moxotó, distrito de Jatobá, é participante ativo da política do município desde sua emancipação. Ocupou cargos de confiança de primeiro escalão, nos três mandatos do ex-prefeito João Gomes, como secretário de administração, finanças e chefe de gabinete. Nestor também foi vice-prefeito e vereador de Jatobá. Hoje, é filiado ao PSL, e integra o grupo de oposição ao atual governo municipal. “Sou pré-candidato a prefeito na eleição de 2020 e tenho como principal projeto e objetivo, se candidato eleito, investir fortemente no desenvolvimento sustentável do município, para fortalecer sua economia e oferecer melhores condições de vida para a população jatobaense”, disse Nestor à nossa reportagem.

Robson Leandro, engenheiro civil e empresário, filho de Jatobá, prefeito de 2013 a 2016, também foi ouvido por nossa reportagem. “Quando prefeito, ultrapassei diversas crises, mas consegui vencê-las com muito trabalho, o que se vê por toda a cidade”. Ele assegura que realizou o sonho de Jatobá com a construção da praça funcional Eduardo Campos e que executou a maior obra social do município, o abastecimento d`água da Volta do Moxotó, para levar água a mais de 1.800 pessoas. Em sua gestão, segundo o ex-prefeito, foram construídas 40 casas populares em Itaparica e o nome de Jatobá foi elevado em nível estadual a Capital da Tilápia, o que ensejou a realização do maior evento Norte/Nordeste voltado para a piscicultura, a Feira de Negócios da Tilápia de Jatobá-Fentija. Sobre as polêmicas que marcaram o final de sua gestão, Robson afirma que “tivemos alguns problemas na gestão, mas nossa marca ficou por todo lado, seja na entrada do Bairro Itaparica, com uma escola ainda em construção, ou do outro lado da cidade de Jatobá, com o Centro Comunitário, outra escola e uma creche para 180 crianças. Segundo ele, a meta em 2020 é a união das oposições e se coloca seu nome à disposição do grupo na disputa municipal, pois “teria a maior satisfação de novamente trabalhar por Jatobá, se assim for a escolha interna do grupo político que integro e a vontade do povo”, ressalta.

Fonte: Assis Ramalho

Deixe uma resposta

Fechar Menu