Vídeo: Cid Gomes cobra mea culpa do PT e bate boca com militantes em ato pró-Haddad

0

Senador eleito pelo Ceará, Cid Gomes (PDT) manifestou apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT) no segundo turno presidencial, mas cobrou “mea culpa” do Partido dos Trabalhadores sobre os anos que administrou o país. A declaração, feita nesta segunda-feira (15), no lançamento da campanha pró-Haddad no Ceará, causou desconforto em parte da militância petista, que reagiu com vaias durante o pronunciamento do pedetista.

Cid Gomes insistiu com as críticas e passou a bater boca com os mais exaltados da plateia chamando eles de “babacas”.

“Eu conheço o Haddad, é uma boa pessoa. Mas aí fica para algum companheiro do PT que me suceda aqui na fala, que se quiser fazer um exemplo para o país, tem de fazer um mea culpa. Tem de pedir desculpas, tem de ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira […] não admitir o mea culpa, os erros que cometeram, isso é para perder a eleição e é bem feito”, disparou Cid.

“Agora, se a gente quer, daqui do Ceará, dar um exemplo para o Brasil, aí tem de haver outra coisa. Estão faltando treze dias. Deus construiu o mundo em seis. Tudo bem que Deus é Deus. Mas dobrando o tempo, seria possível a gente tentar daqui do Ceará dar um exemplo para o Brasil como as coisas deveriam ser feitas”, seguiu o pedetista.

O evento foi organizado pelo governador Camilo Santana (PT), reeleito com 79% dos votos, para alavancar o nome de Haddad no estado onde Ciro Gomes (PDT) teve boa votação. Mas no final das contas, Camilo teve a tarefa de colocar panos quentes sobre as declarações de Cid Gomes e conter os aliados.

O que era para ser uma demonstração pública de apoio terminou em troca de farpas e uma carga pessimista de Cid Gomes sobre a iniciativa do núcleo petista cearense.

“Vão perder feio porque fizeram muita besteira. Porque aparelharam as repartições públicas. Porque acharam que eram donos de um país, e o Brasil não aceita ter dono […] quem criou o Bolsonaro foram essas figuras que acham que são donas da verdade, que acham que podem fazer tudo, que acham que os fins justificam os meios. Muito bem, eu me calo, eu me calo numa boa. Não sei porque me pediram para falar antes. É para fazer faz de conta?”, concluiu.

Assista:

Com informações do site “O Povo Online”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here