No Twitter, Dilma aciona Polícia Federal e bate duro em vândalos

0

“Não é admissível que os protestos democráticos sejam desvirtuados por quem não tem respeito por vidas humanas”, escreveu a presidente nesta tarde, depois da confirmação da morte do cinegrafista da Band Santiago Andrade, notícia que “revolta e entristece”, segundo Dilma Rousseff; ela disse, pela rede social, que determinou à Polícia Federal “que apóie, no que for necessário, as investigações para a aplicação da punição cabível”. A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (10) que a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Ilídio Andrade “revolta e entristece”, e determinou que a Polícia Federal apoie as investigações para “aplicação da punição cabível” aos responsáveis pelo ferimento do jornalista.

Santiago foi atingido por um rojão durante manifestação na última quinta-feira (6), no Rio de Janeiro, e teve morte cerebral confirmada no início desta tarde.

É inadmissível “protestos democráticos serem desvirtuados por quem não tem respeito por vidas humanas”, afirmou a presidenta.

“A liberdade de manifestação é um princípio fundamental da democracia e jamais pode ser usada para matar, ferir, agredir e ameaçar vidas humanas, nem depredar patrimônio público ou privado”, ressaltou Dilma, em sua conta no Twitter.

Leia abaixo os tuítes de Dilma:

– A morte cerebral do cinegrafista Santiago Andrade, anunciada hoje, revolta e entristece.

– Não é admissível que os protestos democráticos sejam desvirtuados por quem não tem respeito por vidas humanas

– A liberdade de manifestação é um princípio fundamental da democracia e jamais pode ser usada para matar, ferir, agredir e ameaçar vidas humanas, nem depredar patrimônio público ou privado.

– Determinei à PF que apóie, no que for necessário, as investigações para a aplicação da punição cabível.

Fonte: Pernambuco247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here