FASETE e COMPEDE apresentam Esportes Adaptados em Jatobá-PE

0

Convidados pela Escola Municipal Djanira Dória, em Itaparica/Jatobá-PE, através da sua diretora ProfªIraneide e da Profª Vera, o Conselho Municipal de Direitos da Pessoa com Deficiência de Paulo Afonso (COMPEDE) e a FASETE, por meio, de sua coordenação de Educação Física, realizou naquela cidade um Workshop sobre Pessoa com Deficiência e Esportes Adaptados, na manhã da última quinta-feira, 17/09.
 
As palestras dirigidas pelo egresso do curso de Direito da FASETE, Lúcio Flávio Teixeira, que também é presidente do COMPEDE e militante dos Direitos Humanos, envolveram o público com a temática da “Atitude” e promoveram a inclusão social de todas as pessoas. O palestrante, também, prestou esclarecimento aos pais de crianças com deficiência sobre o acesso ao BPC/LOAS, direitos ao atendimento educacional especializado,bulling e crimes de preconceito.
 
Enquanto isso, na quadra de esportes do Clube Recreativo Itaparica-CRI, o Prof. “Mano” Marcos Vinícius e alunos do curso de Educação Física, com o apoio dos atletas de basquete em cadeira de rodas, Luciano Oliveira e João Alves, fizeram demonstração sobre o jogo, e também, demonstraram afinidade com o Handebol em cadeira de rodas e Tênis de Campo. Ainda estiveram dando apoio em quadra oAilton e sua esposa Ray, colaboradores do COMPEDE. No salão de festas do CRI foi montado uma quadra para a Bocha Adaptada, ensinada por Lúcio Flávio e sua filha Luana Gabriela, sempre apoiado por sua esposa Denise e seu filho Felipe.
 

O deslocamento dos atletas e conselheiros do COMPEDE até a cidade de Jatobá foi cedido pela Secretaria de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Paulo Afonso, no ônibus adaptado. As atividades foram encerradas ao meio dia, sendo oferecido um delicioso almoço aos convidados e participantes na Escola Djanira Dória.

 

“A iniciativa da direção da Escola Djanira Dória demonstra que a “Atitude” precisa ser tomada pela sociedade, sem que se espere exclusivamente da gestão pública tal iniciativa. A Escola é uma legítima representante da sociedade e ao demonstrar essa preocupação em trazer ao conhecimento dos pais e alunos, que as deficiências não torna as pessoas diferentes se as barreiras da desigualdade e do preconceito são quebradas”, ponderou Lúcio Flávio, em esclarecimentos a equipe da ASCOM/FASETE que cobriu todo o evento.
 
As informações são do site Chico Sabe Tudo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here