EMPREGOS: Ministro do Desenvolvimento Regional assinou ordem de serviço do “CANAL DE XINGÓ”

0
EMPREGOS: Ministro do Desenvolvimento Regional assinou ordem de serviço do
Foto: Palo Brasil

Foi assinada no fim da manhã desta sexta-feira (23), em Aracaju, a ordem de serviço para elaboração do projeto executivo do Canal de Xingó, pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Ex-deputado federal e ex-prefeito de Canindé de São Francisco, Heleno Silva (Republicanos), celebra a notícia e destaca a importância da obra para o desenvolvimento do estado.

“O Canal de Xingó será a redenção do sertão. O projeto prevê cerca de 300 canais que saem de Santa Brígida, na Bahia, e entram em Canindé, passando pelos municípios de Poço Redondo, Porto da Folha, Monte Alegre e Glória, descendo até Aparecida. É uma obra grandiosa que mudará a realidade de Sergipe e do sertanejo”, explica Heleno.

De acordo com ele, após anos de tratativas, a expectativa é de que desta vez o projeto saia do papel e possa beneficiar a população. “Ministros e autoridades do governo federal já estiveram em nosso estado em outros anos. Enquanto prefeito, lembro que participei de assinaturas e como deputado federal estive em audiências e assinei cartas compromisso, mas até hoje nada saiu do papel. Tomara que desta vez saia, pois é um projeto maravilhoso para Sergipe. Uma obra que garantirá água para o consumo e para produção, permitindo que o sertão possa explorar toda sua capacidade produtiva e impulsionar o crescimento do estado”, salienta o ex-deputado federal.

Por conhecer o ministro do Desenvolvimento Regional, Heleno Silva acredita que haverá empenho para assegurar a realização da obra. “Conheço o ministro Rogério Marinho, ex-deputado e profissional competente. Creio que o compromisso dele à frente deste projeto e a atenção dada por parte do governo federal poderá concretizar esse que é um sonho antigo e uma obra aguardada por todos nós”, enfatiza.

Canal de Xingó

Orçada em R$ 2,3 bilhões, a obra prevê a construção de canal aberto, com tomada de água no lago de Paulo Afonso, na Bahia, e quatro reservatórios para fornecimento de água a dezenas de comunidades. Projetado como um canal de usos múltiplos, o Xingó deverá atender assentamentos rurais, agroindústrias, entre outros.

Segundo a Codevasf, a primeira fase do Canal Xingó corresponde ao trecho desde a tomada d’água no reservatório de Paulo Afonso IV até Poço Redondo (SE), seguida de um túnel, segmentos de canal, aquedutos, estruturas de controle, tomadas d’água, sistema de drenagem, sistema viário e sistema energético. Desde a captação, a obra passará por Santa Brígida (BA) e Canindé, até o antigo reservatório R-5, em Poço Redondo, totalizando 114,55 km de extensão.

Fonte: Assessoria/Heleno Silva/Infonet

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui