Após 21anos de emancipada, pela 1ª vez Prefeitura de Jatobá não realizará festa de São João

0

323347A cidade de Jatobá, no Sertão de Pernambuco irá completar 21 anos de emancipada no dia 28 de setembro do corrente ano, durante estes 21 anos já passaram por 05 administrações, sendo três administradas por João Gomes de Araújo, uma por Itomar Tolentino Varjão e a última pelo atual gestor Robson Silva Barbosa. A tradicional festa de São João batizada de “Jatoforró”, foi criada durante o primeiro mandato de João Gomes, onde foi mantida pelos anos seguintes pelas outras gestões durante 20 anos.

 O evento que sempre acontece no mês de junho, e é aguardado por toda população, em especial os comerciantes na esperança que suas vendas melhorem pelo menos em épocas de festas, levando em conta que não existe nenhum incentivo por parte da administração pública para que sejam incentivadas as vendas no comércio local. Infelizmente com justificativa de crise financeira que assola todo o Estado e o País, a Prefeitura de Jatobá através de sua assessoria, comunicou em rede social que não estará realizando os festejos de São João, fato inédito nestes 21 anos de emancipação de Jatobá.

Veja a recomendação do MPPE:

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou a mais oito municípios que não realizem gastos com o São João e evitem a promoção de shows nesse período. O alerta vai para as cidades que estão com a folha de pagamento de pessoal atrasada. Com isso, subiu para 13 o número de municípios de Pernambuco que receberam recomendação para não fazer festejos por causa da crise.

A medida é válida para os casos em que a inadimplência tenha prejudicado parte dos servidores. O MPPE também que evitar festejos em cidades com débitos com ocupantes de cargos comissionados ou temporários.

De acordo com promotores, consta em ofício do Ministério Público de Contas (TCMPCO-MP 008/2016), notícia de municípios, mesmo na situação de atraso de folhas de pagamento, estarem preparando gastos com festividades juninas.

Conforme explicam os representantes do MPPE, o gestor que realizar gastos com festa enquanto a folha salarial dos servidores está atrasada, seja totalmente ou parcialmente, tem o potencial de violar o princípio da moralidade administrativa, previsto no artigo 37 da Constituição Federal.

Confira nota da prefeitura de jatobá:

NOTA PREFEITURA

Redação Portal Jatobá

Com informações do MPPE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here