Câmara de Vereadores de Paulo Afonso é interditada após teste positivo de servidora para novo coronavírus

Se a Câmara de Vereadores de Paulo Afonso, no norte da Bahia, continuava realizando sessões plenárias em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), agora será a obrigada a entrar em recesso obrigatório. Na tarde desta quarta-feira (20), os 15 vereadores do Legislativo local realizaram exame para Covid-19, após a irmã de uma servidora testar positivo para a doença. Cerca de 10 servidores também fizeram o exame.

A medida ocorreu logo após o vereador Marcondes Francisco (PSD) interromper a sessão para informar o caso positivo da irmã da servidora, que naquele momento trabalhava na Câmara. Marcondes mostrou-se muito preocupado e revelou que teve contato com ela pelo menos cinco vezes. O vereador Marconi Daniel (Podemos), que estava com a palavra discutindo um projeto, pediu a suspensão imediata da sessão, o que logo foi acatada por todos.

Os testes foram autorizados e enviados pela Secretaria Municipal de Saúde a pedido do presidente da Casa, Pedro Macário (DEM). Pelo protocolo, os vereadores e os servidores teriam que esperar entre três e sete dias para se submeterem aos exames. A Câmara Municipal foi interditada pela Vigilância Sanitária e passará por desinfecção. As atividades foram suspensas até o dia 6 de junho.

Fonte: Portal Pa4

compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

JATOBÁ >

REDES SOCIAIS >