Romário insinua: ‘Não levo nenhum da CBF, talvez Pelé leve…’

0

 

A metralhadora-giratória de Romário não para. O deputado federal, que já assumiu que está pensando em se candidatar a prefeitura do Rio de Janeiro, voltou a mirar em Pelé. Durante um evento realizado na tarde desta sexta-feira, em São Paulo, o ex-atacante criticou fortemente o Rei do Futebol. No início da semana, Pelé disse que Romário e Ricardo Teixeira tinham um problema pessoal.
– Eu tinha prometido nunca mais falar do Pelé porque ele fala tanta m… Como eu já disse antes, o Pelé calado é um poeta. Ele não tem consciência do que acontece no país – disse Romário.
Romário tem questionado Teixeira sobre corrupção no futebol. O mandatário da entidade máxima do futebol brasileiro foi alvo, em maio deste ano, de denúncias feitas pelo jornalista inglês Andrew Jennings, que escreveu um livro sobre corrupção na Fifa. Romário lembrou o caso de 2002, quando disse que o presidente da CBF apertou sua mão garantindo sua convocação (que depois não aconteceu) e disse que sua ação agressiva no congresso não tem a ver com isso. E fez uma insinuação pesada sobre Pelé:
– Eu não guardo mágoas porque não sou babaca. Sou deputado federal e tinha de fazer o meu papel. O Pelé tinha de se candidatar para conhecer de regra. E tem de calar a boca. E não levo nenhum da CBF não! Talvez ele leve. Deve ser por isso…
O ex-jogador também criticou a postura da CBF na montagem da equipe de futebol que disputou os Jogos Panamericanos em Guadalajara. Para ele, a Seleção sofre rejeição do povo por conta das atitudes do presidente da entidade.
– A rejeição não é com jogadores e com camisa, é bastante justificada pelas coisas que vêm acontecendo na Seleção nos últimos anos. É imperdoável o Brasil ir ao Pan e não levar os melhores jogadores daquela idade. Quatro ou cinco nunca foram titulares nos seus times. Isso é falta de respeito com torcedor. Isso é falta de respeito do presidente da CBF porque a Globo não foi (dona dos direitos de transmissão) e sim a Record. Isso é uma sacanagem. A Globo não tem culpa disso, mas como não foi, o presidente não deu o valor devido ao esporte.
As críticas de Romário, que pediu licença do Congresso para trabalhar para a Rede Record como comentarista no Pan-Americano de 2011, ocorrem porque a CBF enviou para a disputa do Pan uma seleção Sub-20. No Pan de 2007, disputado no Rio de Janeiro, que teve transmissão de Rede Globo (e de outras emissoras), a entidade enviou uma seleção Sub-17, que foi eliminada na primeira fase da competição.

Fonte: Globo.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here