Diaz solta o verbo contra UFC e Conor: “Espanquei e finalizei. É minha p…”

0

Um dos lutadores mais espontâneos – e polêmicos – do quadro atual do UFC, Nate Diaz não tem qualquer receio de expor seus pensamentos a respeito dos rivais e de seus patrões. O peso-leve americano, inclusive, é um dos campeões em vendas de pay per view da organização justamente por não ter “papas na língua” e fazer o marketing promocional das lutas como poucos. Entretanto, para os fãs que gostariam de ver o lutador frente a frente mais uma vez com Conor McGregor, a notícia não é das melhores.

– Todos estão tentando colocar uma pressão com alguns rumores, mas planejo descansar este ano. No momento, não há nenhuma negociação, então estou apenas sentado e observando. Se quiserem que eu lute, é só me ligar e perguntar. Mas, na verdade, eu nunca disse que estava esperando por uma terceira luta com o McGregor. Eu já bati nele antes. Ele é que deveria querer lutar comigo. Dane-se o Conor McGregor! Eu não quero uma terceira luta. Não preciso dele para fazer “lutas de dinheiro” – disse Nate Diaz no programa “The MMA Hour”, antes de completar.

– Conor é minha p…, estava chorando na segunda luta entre a gente e, só venceu por pontos, porque era o que o UFC queria que acontecesse. Dane-se o Conor McGregor! Ele não respeita ninguém. É um pedaço de m… desrespeitoso. Eu o venceria até em uma luta de boxe. Eu sou o verdadeiro campeão de duas categorias porque eu bati nele após ele derrotar o Aldo e antes dele vencer o Eddie Alvarez. Espanquei e finalizei.      

Diaz foi duro com Dana e criticou o tratamento recebido no UFC 202 (Foto: Evelyn Rodrigues)

Aparentemente, Conor McGregor é a principal desavença de Nate Diaz. Mas, na verdade, não é. O peso-leve americano aumenta o tom de voz quando fala de sua relação com o UFC e os principais dirigentes da organização. O polêmico lutador, no entanto, afirma que a empresa depende dele e de seu irmão, Nick Diaz, já que os principais nomes do quadro atual de atletas estão “abandonando o barco”.

– Gostaria de ser tratado com um pouco mais de respeito e receber um elogio. Será que eu posso receber um elogio por ter batido nesse cara (Conor McGregor)? No UFC 202, todo o trabalho de mídia que fiz, participando dos programas do Conan O’Brien e do Jimmy Kimmel, foi feito por mim, que contratei uma empresa particular de publicidade. Eles queriam me deixar congelar e morrer na praia. Agora, onde está o Jon Jones? A Ronda Rousey já saiu. O Conor está tentando essa luta com o Floyd Mayweather no boxe. Então, eles só têm meu irmão e eu. Neste jogo, tudo é dinheiro – afirmou.  

Nate Diaz ainda criticou as opções que o UFC tem lhe oferecido para retornar ao octógono. De acordo com o peso-leve americano, as principais sugestões foram Tony Ferguson e o ex-campeão Eddie Alvarez. 

– O UFC me escreveu oferecendo uma luta com o Eddie Alvarez. Eu gargalhei. Como eles ousam? Alvarez foi destruído por um cara que eu espanquei. Ele não é um lutador. E me ofereceram o Tony Ferguson também, para lutar dia 8 de julho. Primeiro eu aceitei, mas, depois, recusei. Eu não quero fazer esse “trabalho sujo”, que é do Conor McGregor. Agora, se eles quiserem que eu lute no octógono e não no jardim da minha casa com o Ferguson, vamos fazer algo para ganhar milhões de dólares. E eu quero meu pedaço. Porque as pessoas vão querer me ver e não o Ferguson – comentou. 

Tony Ferguson; UFC 209 (Foto: Evelyn Rodrigues)Nate Diaz sugeriu que o UFC casasse a próxima luta de McGregor nos leves com Tony Ferguson (Foto: Evelyn Rodrigues)

Por fim, Nate Diaz sugeriu ao UFC que casasse a luta de Tony Ferguson com Conor McGregor. Isso faria mais sentido, já que o americano e o irlandês possuem o mesmo empresário. 

– Eles precisam lutar. A verdadeira mina de oura está ali. Por que eu deveria cobrir o McGregor, enquanto ele está ganhando milhões em uma luta de boxe? Eles possuem o mesmo empresário. Eles estão trabalhando juntos nisso contra mim. Dane-se isso também. Coloquem o Conor na frente do Tony. Ferguson teve o microfone nas mãos todo esse tempo e ele não disse nada. Por que? Porque tem o mesmo empresário do Conor. Então, se o McGregor voltar a lutar MMA, que vá lutar com o Tony Ferguson. Esse seria o bilhete dourado – concluiu.

Fonte: Canal Combate

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here