Cientistas lançam software que identifica quem é homossexual através de traços do rosto

0

Um estudo americano, publicado no periódico científico “Journal of Personality and Social Psychology“, mostrou um software que utiliza inteligência artificial para identificar pessoas homossexuais através dos traços do rosto.

A pesquisa gerou polêmica na comunidade científica, que acredita que os resultados podem transmitir uma visão estereotipada da homossexualidade, segundo uma matéria publicada nesta segunda-feira (25), pelo jornal Folha de São Paulo.

Os pesquisadores garantem que o sistema é ainda mais sensível que o olho humano e teve 90% de acerto para homens e 80% para mulheres, ao detectar quem era heterossexual e homossexual.

O programa analisou 14 mil fotos em sites de relacionamento e observou que “os homens gays tinham maxilas mais estreitas e narizes maiores, enquanto as lésbicas tinham mandíbulas maiores”.

No último dia 13 de setembro, grupos LGBT dos Estados Unidos emitiram comunicado criticando o estudo: “Essas descobertas imprudentes poderiam servir como uma arma para prejudicar tanto os heterossexuais, cujas sexualidades poderiam ser definidas erroneamente, como também as pessoas gays e lésbicas”, criticaram.

Os responsáveis pelo estudo, os professores Michael Kosinski e Yilun Wang, da Universidade de Stanford, rebateram as acusações: “Nossas descobertas podem estar erradas, no entanto, os resultados científicos só podem ser desconsiderados por dados e replicações científicas”, retrucaram, em entrevista divulgada pela BBC.

Fonte: Varela Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here